Atenção: Esta loja está em Implantação. Nenhum pedido deverá ser considerado. Itens expostos são apenas testes. Aguarde e volte em breve!
Pular Navegação (s)
30/05/2019

ROTEIRO POÉTICO QUE A OFICINA RAQUEL TEM A PERCORRER NESTE 2019

A Oficina Raquel, desde sua criação, insiste em confirmar um compromisso com a poesia e, assim, estar comprometida com a investigação mais funda sobre a linguagem – material que compõe o corpo da humanidade. Agora, neste momento, aqui, em um Brasil em que é preciso que os gestos se coletivizem, posto estarmos diante do imenso desafio de construir uma fala conjunta contra o esvaziamento da fala. Cada uma dos quatro antologias de poemas que a Oficina está para lançar convoca, a sua maneira, vozes plurais que encenam o afeto, o pensamento.

Uma espécie de cinema é o encontro da poesia com a sétima arte. Equipes de finas leitoras e leitores, da academia e da paixão, no Brasil e em Portugal, descobriram e organizaram um pequeno e generoso universo de poemas que traz para si, de diversas maneiras, o cinema. No Brasil, Célia Pedrosa, Franklin Alves Dassie e Luciana Di Leoni e em Portugal, Rosa Maria Martelo, Joana Matos Frias e Luis Miguel Queirós.  Além da qualidade dos textos elencados – 50 de cada país – o livro é uma aula sobre essa temática, permitindo a quem o leia o conhecimento da relação que a poesia se propôs ter com a estética cinematográfica, no Brasil e em Portugal.

Português (nascido em Belém do Pará), político, humanista é o poeta Carlos de Oliveira. Dele a Oficina Raquel edita uma antologia, por Ida Alves e intitulada Trabalho poético É uma grande oportunidade para o Brasil conhecer uma poética urgente, de grande importância no panorama da poesia portuguesa do século XX, mas ainda inédita no Brasil.

De um encontro com o coletivo Mulheres que escrevem (MQE) surge a antologia erótica  69 poemas e alguns ensaios. Um livro inteiramente escrito por mulheres, pois é preciso, como gesto e político e afirmação do gozo, falar de sexo, sexualidade, feminino e feminismo de modo contínuo. E o número de aventuras que o livro propõe, claro, é pura sugestão...e obra é a estreia da Oficina Raquel na campanhas do Catarse.

Também política, de maneira ainda mais frontal, será uma antologia de poemas contra o fascismo. Organizado por Márcia Tiburi e Luis Maffei, o livro reunirá dezenas de vozes, das mais variadas origens e tons, manifestando-se, cada uma a seu modo (da sátira ao grito, do erotismo à sutileza), contra uma mentalidade que, perigosamente, avança no mundo e, no Brasil, chegou ao poder. Confira a nota da coluna Babel, no Estadão.