Prisioneiro do mundo

R$36,30

Autor: Nelson SARGENTO
ISBN: 9788565505109
Edição: 1
Lançamento: 01.01.2012
Peso: 200.0g
Dimensões: 140.0 x 210.0 x 6.0 mm
Páginas: 94

Em estoque

REF: 9788565505109 Categorias: ,

Descrição

Os versos de Nelson Sargento são lúcidos, propícios, mas realistas, e revelam que por trás do compositor consagrado mora um lírico de mão cheia. O livro se inaugura com Prisioneiro do mundo, primorosa constatação dos limites do homem, e se encaminha para um final cheio de amor, esperança e fé. Esta edição de Prisioneiro do mundo vem dignificar e dar visibilidade a uma obra que, em versão mais curta, foi editada pela primeira vez em 1994. Agora, com alterações em diversos textos, inclusão de vários novos e montagem cuidadosa, temos um livro verdadeiramente novo.

Sobre o autor
Nelson Sargento (Rio de Janeiro, 25 de julho de 1924), nome artístico de Nelson Mattos, é compositor, cantor, pesquisador da música popular brasileira, artista plástico, ator e escritor brasileiro. Presidente de honra da escola de samba da Mangueira. Sua trajetória na música, na literatura e nas artes são suficientes para vários carnavais[1]. Em homenagem aos 90 anos do sambista, o Portal EBC preparou uma matéria especial com entrevistas e vídeos exclusivos.

O Sargento, do autor do samba Agoniza mas não morre (de 1979), corresponde, na verdade, à mais alta graduação que o cidadão Nélson Mattos atingiu quando serviu ao Exército brasileiro. Viveu durante longos anos nos morros da cidade do Rio de Janeiro. Atualmente vive na Tijuca e é considerado cidadão do mundo, já que sua música é conhecida, pelo menos, nas Américas e no Japão. Casado com Evonete Belizario Mattos. É pai de seis filhos biológicos e três adotivos, além de ter criado vários filhos e filhas do coração. É empresariado e agenciado, com exclusividade, pela produtora Conexão Social Produções, que tem como sócios seu filho caçula Ronaldo Mattos e sua nora Lívea Mattos. O compositor mangueirense possui, aproximadamente, quatrocentas músicas em seu repertório. Mudou-se do Morro do Salgueiro para o Morro da Mangueira aos 12 anos de idade. Nelson Sargento milita pelo samba desde os anos 1950, quando o gênero era marginalizado.

Informação adicional

Peso 200.0 g
Autor

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Prisioneiro do mundo”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *