Cópia de Logo Oficina-01

CONHEÇA OS TÍTULOS SELECIONADOS NO

PNLD Literário 2021

mais que livros, diversidade!

Profissionais da Educação, a Editora Oficina Raquel tem o prazer de apresentar-lhes as nossas obras literárias selecionadas para o PNLD 2021! Não deixem de oferecer às suas escolas livros que unem qualidade artística e interesse pelo respeito e pela diversidade. Com os textos da Oficina Raquel, os estudantes poderão debater questões sociais e de identidade cultural, e você, educador, terá à disposição um material de excelência para aprimorar o letramento literário do alunado.

Reproduzir vídeo

PNLD Literário 2021: Obras literárias para o Ensino Médio

Oh, margem! Reinventa os rios!

Código: 0682L21609

O livro Oh, margem! Reinventa os rios! marca o reencontro de Cidinha da Silva com a crônica. A escrita ágil, irônica e multifacetada da autora promove sensações diversas em que a lê, incluindo a reflexão sobre temas como as práticas racistas arraigadas no dia-a-dia das relações humanas no Brasil, assimetrias de gênero e opressão sócio-política.

Com vinte e dois textos, o livro ganha nova edição aumentada e nova organização dos textos que flui como o curso de um rio, nascente, afluente, leito e foz. Este lançamento tem prefácio de Paulo Scott, e várias crônicas novas. Dos textos emergem sujeitos dignos, plenos de humanidade que enfrentam (como podem) os dilemas narrativos propostos em situações amorosas, sensuais, futebolísticas e do cotidiano da pobreza, vivida e apresentada com dignidade.

Cidinha da Silva (MG) é prosadora, autora e editora. É curadora e âncora do programa-web Almanaque Exuzilhar (Youtube). Escreveu 17 livros entre crônicas, contos, ensaios, dramaturgia e infantojuvenis. Tem textos traduzidos para o alemão, catalão, espanhol, francês, inglês e italiano. Seu primeiro livro de contos, Um Exu em Nova York (2018), recebeu o Prêmio da Biblioteca Nacional (2019) e Explosão Feminista, do qual é co-autora, foi finalista do Prêmio Jabuti (2019) e recebeu o Prêmio Rio Literatura 4ª edição (categoria ensaio).

Quatro dias na vida de joel

Código: 0747L21603

A vida de Joel não anda nada fácil ultimamente: morador do subúrbio de uma grande cidade, ele convive com a mãe depressiva, vê o pai sair de casa abruptamente e tem o seu cotidiano assolado por constantes premências de ordem financeira. No meio disso tudo, ele ainda se vê às voltas com as angústias que permeiam o término da Educação Básica, sobretudo no que diz respeito às escolhas profissionais. Joel é um jovem como tantos outros que enfrentam situações-limite e veem o amadurecimento se precipitar num momento já naturalmente turbulento da vida: a transição da adolescência para a juventude.
Em seu livro de estreia, o escritor Victor Vasconcellos, ao narrar as peripécias de Joel em seus embates internos e externos, traça um retrato dolorido e delicado da juventude. Entretanto, ler Quatro dias na vida de Joel não é uma experiência triste ou desagradável: isso porque sobrevém uma leveza inusitada da história, que acaba escorrendo por suas bordas. Esse fato advém de uma construção narrativa admirável, na qual sobrevém a ternura que o autor dedica às suas personagens. Essa mesma ternura acaba se espelhando na recepção da obra e vai daí que não será surpreendente se o leitor sentir uma imensa empatia por Joel em todos os seus revezes vividos.

Victor Vasconcellos possui graduação em PORTUGUÊS/LITERATURAS pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com o Bacharelado concluído em 2009 e a Licenciatura em 2012. É mestre em Literatura Comparada no programa pós-graduação em Ciência da Literatura da Faculdade de Letras na Universidade Federal do Rio de Janeiro (2012). É também Doutor em Literatura Comparada pela mesma instituição, tendo defendido tese sobre o funk no Rio de Janeiro. Atualmente é professor de Língua Portuguesa e Literatura no Colégio Pedro II.

Histórias de Cego

Código: 0288L21609

Em Histórias de Cego, Marcos Lima apresenta ao leitor um delicioso livro de crônicas no qual mostra a complexidade de experiências vividas enquanto portador de deficiência visual. Com o talento nato de contador de histórias, ele relata situações diversas que revelam como é ser cego na sociedade contemporânea. Os fatos, porém, são filtrados pela subjetividade do narrador. Dessa forma, instaura-se a categoria do literário. O livro não é um mero desfiar de “causos”, portanto, mas sim a construção de uma persona marcada pela condição de deficiente visual. Do mesmo modo, este livro não é um manual de “boas maneiras” para tratar um cego nem um desfile de receitas de superação de vida. Fosse assim, correria o risco de se tornar apenas um volume instrucional, e não um habilidoso costurar de situações narradas ora com humor, ora com emoção – o que, efetivamente, é.

Marcos Lima, jornalista, palestrante e youtuber, é o criador do canal Histórias de cego, que atingiu mais de 180 mil inscritos e 4,3 milhões de visualizações. Em seus vídeos, ele conta de forma leve e divertida o cotidiano de uma pessoa cega. Marcos Lima se formou em Jornalismo pela UFRJ e é um dos fundadores da Urece Esporte e Cultura. Amante de esportes, jogou futebol de cegos por alguns anos, se tornou em 2008 o primeiro cego brasileiro a esquiar na neve, trabalhou na Copa do Mundo 2014 e nos jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Quer receber o que há de mais atual para inovar na sala de aula com conteúdos exclusivos? Inscreva-se e receba nossos conteúdos por email

© Editora Oficina Raquel 2022