9788595000094

1. Autoficção e trânsitos da identidade……………………………………. 13
Silviano Santiago e os contornos da interioridade……………… 15
Matildes Demetrio dos Santos
Na fronteira entre o público e o privado está a
autoficção?………………………………………………………………………… 31
Paulo Roberto Tonani do Patrocínio
Os autores e suas (auto)ficções………………………………………….. 51
Luciene Azevedo
Por que precisamos de uma história para
Adlène Hicheur?……………………………………………………………….. 69
Gabriel Carestiato Cariello
Marcelo Mirisola e a engenharia da sinceridade………………… 92
Sérgio de Sá
2. Dimensões da política e impasses da memória……………………. 109
Apesar dos pesares: mães em luto em narrativas
contemporâneas………………………………………………………………… 111
Virgínia Maria Vasconcelos Leal
A ciranda das quimeras: a maternidade trágica em
O filho da mãe, de Bernardo Carvalho………………………………. 133
Maria Fernanda Garbero
De raízes e homens comuns – sobre Raduan Nassar
e Michel Laub……………………………………………………………………. 153
Stefania Chiarelli
O interdito que se mostra – notas sobre o público e o
privado na narrativa de Alexandre Vidal Porto………………….. 168
Gabriel Albuquerque
A ficção experimental, política e pouco conhecida
de Ronaldo Lima Lins……………………………………………………….. 187
Dau Bastos
Um folhetim universitário…………………………………………………. 206
Jefferson Agostini Mello
3. Violência e microfísicas do poder………………………………………… 231
O inventário do real………………………………………………………….. 233
Karl Erik Schøllhammer
Encontros inesperados………………………………………………………. 246
Pascoal Farinaccio
Luxúria de Fernando Bonassi: o dilatado círculo
do inferno…………………………………………………………………………. 261
Ângela Maria Dias
O lugar das coisas, ou de como os objetos compõem
o espaço narrativo……………………………………………………………… 282
Regina Dalcastagnè
Vidas (não) comuns: pobreza e comunidades de
exclusão na obra de Ana Paula Maia …………………………………. 297
Leila Lehnen
“Eu é que não vou tomar a praça”: espaço público e ironia
nos contos de Marcelino Freire………………………………………….. 320
Maria Zilda Ferreira Cury e Gleidston Alis
Do gozo à angústia: a antimodernidade em História
natural da ditadura, de Teixeira Coelho ……………………………. 345
Ricardo Barberena
O laço metalinguístico entre o público e o privado no
Inventário das coisas ausentes, de Carola Saavedra……………. 370
Fabiana Camargo

Exibindo 1 resultado

Exibindo 1 resultado