9788595000230

Em Forma de Prólogo, os Tempos Que Se Cruzam 7
Alguns Ensaios (a Três Tempos)
I. Entre Tempos, Centros e Margens
Do Sublime Precário: Tempos, Corpo e Poesia 17
Dos Estudos Feministas à Teoria Queer: Algumas
Reflexões 49
Entre Cânones e Margens: Dessexualizar o Poético? 54
Do Centro e da Margem: Escritas do Corpo em
Escritas de Mulheres 80
Desconstruindo Identidades: Ler Novas Cartas
Portuguesas à Luz da Teoria Queer 99
II. Vi‑Os Juntos: Escritas Várias, Vários Tempos
“Durmo o Crepúsculo”. Poéticas Sexuais em Mário de
Sá‑Carneiro 125
“Habito a Possibilidade —”: A Poesia de Emily
Dickinson 142
“O Eu atrás do Eu, Oculto —”: Branco e Reclusão,
ou Silêncio como Linguagem em Emily Dickinson 198
“Poderíeis Acreditar‑Me — sem?”: Estratégias de
Representação em Emily Dickinson e Mário de
Sá‑Carneiro 227
Jogos no Tempo e Tempo de Jogo: The Love Song
of J. Alfred Prufrock” 249
Litanias de Solidão: “A Cena do Ódio”, de Almada
Negreiros, e “The Waste Land”, de T. S. Eliot 267
Da Terra e do Corpo Queimados, mas do Coração
Regendo a Vida: Marthiya de Abdel Hamid segundo
Alberto Pimenta 285
III. Tempos, Poesia e Mundo: Dois Ensaios, Soltos
“Se Tudo Fosse só Êxtase Súbito”: Poesia e Mundo 307
Topografias em (quase) Dicionário: Rotas e Travessias 332
Epílogo:
Almada e C.ª: Drama Dinâmico ou Aproximações
Peça em Três Actos 357
Nota 377

Exibindo 1 resultado

Exibindo 1 resultado